27 C
France
Sexta-feira, Junho 24, 2022
Inicio Blog

como saber onde meu namorado esta pelo celular

0

Você está em um relacionamento e não tem ideia do que seu namorado está fazendo nas suas costas? Você acha que seu namorado é bom em todos os sentidos quando se trata de confiança e lealdade? Não se preocupe, pois estou aqui para salvá-lo. Vou te contar como eu costumava rastrear onde meu namorado está.

Eu entendo perfeitamente que quando estamos em um relacionamento, estamos sempre curiosos e inseguros para saber sobre a localização do seu ente querido. É uma preocupação primordial para todos por causa das questões de confiança e lealdade. Então, eu trouxe alguns aplicativos fantásticos para rastrear namorados, que ajudarão a rastrear o telefone do seu namorado sem que ele saiba.

Por que rastrear a localização do meu namorado sem ele saber?

Nenhum relacionamento flui tão suavemente quanto a água, porque todo relacionamento tem sua luta em diferentes circunstâncias. Várias situações dão origem a vários problemas em um relacionamento que se torna difícil de resolver. Deixe-me contar algumas razões comuns pelas quais garotas como você procuram opções para rastrear a localização do namorado.

Confiar

A confiança é a chave para obter sucesso em qualquer relacionamento. Se um relacionamento tem uma base sólida de confiança, nada pode vencer esse amor. No entanto, as circunstâncias nunca permanecem as mesmas em nenhum relacionamento e, por causa disso, você pode não confiar mais em seu parceiro.

A confiança é um dos fatores essenciais que farão você se sentir inseguro se for perturbado. E garotas como você, facilmente se preocupam com isso e pensam onde meu namorado está agora. Portanto, para desenvolver a confiança em seu namorado, é de extrema necessidade monitorar sua localização por GPS.

Conflito

Todo relacionamento enfrenta conflitos, pois conflitos ocasionais fazem parte da vida de todos. Mas quando isso se torna mais normal em sua vida, você ficaria preocupado pensando se esses conflitos fazem com que seu parceiro o traia. Assim, o fator de trapaça te deixa extremamente deprimido, o que te leva a procurar o melhor app rastreador de namorados para resolver sua dúvida de como rastrear o celular do meu namorado sem que ele saiba.

Não dar ao seu relacionamento a prioridade que ele merece

Se você está em um relacionamento, sem dúvida terá algumas esperanças e expectativas de seu parceiro. Você pode ter sonhos colocados em uma caixa esperando que eles se desdobrem em tempo hábil.

Mas se o seu parceiro não está mais dando prioridade apropriada a você e ao relacionamento, é aí que as chances de espionagem aumentam para qualquer garota. Quando uma declaração de namorados – ‘eu te amo e dou a máxima prioridade a esse relacionamento’ não está mais depositando confiança em você, isso dá à sua mente uma caminhada para rastrear o telefone de um namorado.

Sexo

O sexo é uma emoção que tem sua beleza sem limites de amor. Quanto mais profundos os sentimentos, melhor você fica no relacionamento, se e somente você tem sentimentos genuínos por seu namorado. No entanto, a insegurança no sexo acabará por desenvolver a necessidade de rastrear o celular do namorado.

Pessoas que se conheceram por acaso podem ser um total desencontro quando o assunto é vida sexual. Não é certo que em todos os relacionamentos você esteja sempre satisfeito com seu parceiro sexualmente. Se você tem um desencontro sexual com seu namorado, esse é um dos maiores motivos para rastrear o celular do seu namorado.

Comunicação

A falta de comunicação dá origem a um número ‘n’ de problemas nos relacionamentos. Dar uma atenção não tão adequada às palavras um do outro acaba levando o relacionamento ao estágio de risco. Este risco desenvolve uma falta de comunicação em seu relacionamento por causa de uma má compreensão. Você certamente ficará preocupado em pensar se seu parceiro é fiel a você ou não.

Rastrear o telefone do seu parceiro será um dos seus maiores requisitos nos dias de hoje, porque seu tempo, amor, carinho e esforços possuem algum valor, que está ficando abaixo da linha a cada dia, devido a problemas de comunicação.

Objetivo de segurança

Enquanto estiver em um relacionamento, torna-se essencial acompanhar seu namorado por motivos de segurança. Você nunca sabe o que vai acontecer da próxima vez, mas se você rastrear o telefone do seu namorado, você pode pelo menos estar ciente do bem-estar dele.

Vários incidentes, como roubo ou acidentes, podem acontecer a qualquer momento. Mas se você usar um aplicativo rastreador de namorados para verificar a localização do seu namorado em tempo hábil, poderá salvá-lo de grandes problemas que possam surgir em seu caminho.

Como rastrear o telefone do meu namorado pelo GPS?

A  evolução da indústria digital  lançou redes 4G e 5G para smartphones com uma fantástica opção de GPS. O Sistema de Posicionamento Global (GPS) leva você a várias rotas facilmente, pois ajuda a rastrear sua localização em tempo real.

Os relacionamentos hoje em dia são mais complicados do que eram nos primeiros tempos. Os namorados estão traindo suas garotas e fazem todos os esforços para esconder todas as atividades delas. Mas as garotas, sendo boas em inspecionar as situações, procuram o movimento certo perguntando: “Como faço para rastrear o telefone do meu namorado pelo GPS”.

É útil rastrear remotamente a localização do seu namorado, especialmente quando ele parece não estar mais interessado em dizer a verdade sobre onde ele passa seu tempo livre.

Maneiras gratuitas de rastrear o telefone do seu namorado

Todas as outras garotas têm algum motivo específico para rastrear o telefone do namorado. Para todos os casais, rastrear a localização de seus parceiros lhes dá a maior tranquilidade. Se você está procurando algumas opções sobre como rastrear o telefone do meu namorado, algumas opções gratuitas podem ajudá-lo a encontrar a localização do seu parceiro a qualquer momento.

Método 1 – Google Find My Device

Sendo um dos recursos essenciais em todos os outros smartphones Android, o recurso “Find My Device” permite principalmente que o usuário localize o telefone em caso de perda. O “Find My Device” do Google está vinculado à conta do Gmail do usuário do telefone. Se você quer saber como rastrear o telefone do meu namorado, esse recurso será bastante útil para você sem nenhum custo.

Requisitos para  rastrear a localização do meu namorado  usando o Find My Device:

Antes de começar a rastrear a localização do seu namorado, você precisa garantir que o dispositivo de destino atenda aos requisitos específicos.

  • Certifique-se de que o celular está ligado.
  • O usuário deve estar sempre logado em sua conta Google/Gmail.
  • O smartphone alvo precisa estar conectado ao Wi-Fi.
  • Instale “Encontrar meu dispositivo” do Google Play.
  • Mantenha o recurso de localização no dispositivo de destino ativado.

Procedimento passo a passo para usar o Find My Device para rastrear seu namorado

Etapa 1:  de qualquer outro smartphone, acesse https://www.google.com/android/find usando qualquer navegador.

Etapa 2:  use os detalhes da conta do Google do seu namorado para fazer login.

Etapa 3:  Assim que você entrar na conta do Gmail, selecione o smartphone que deseja rastrear e a localização do dispositivo de destino será exibida na tela.

Se você está procurando uma opção gratuita para rastrear o telefone do seu namorado, esse método permite que você faça isso sem precisar fisicamente do celular dele.

Método 2 – Encontre meu iPhone

“Find My iPhone” é um dos serviços essenciais prestados pela empresa Apple. O recurso “Find My iPhone” ajudará você a encontrar seu dispositivo iOS se ele for perdido ou roubado. Mas se for uma namorada, você deseja verificar onde seu namorado está agora, “Find My iPhone” irá ajudá-lo facilmente.

Se você deseja rastrear a localização do seu namorado usando esse recurso, o dispositivo de destino deve estar sempre vinculado a uma conta válida do iCloud. Abaixo estão listados alguns passos que você pode seguir para rastrear o celular do seu namorado.

Procedimento passo a passo para saber  como rastrear o iPhone do seu namorado

Passo 1:  Configure o recurso “Find My iPhone” no dispositivo de destino. Você pode fazer isso acessando Configurações> iCloud> Ativar Find My iPhone.

Passo 2:  Se você suspeitar da localização atual do seu namorado, acesse o site oficial do iCloud. Em seguida, faça login na conta do iCloud, que está vinculada ao dispositivo de destino.

Passo 3:  A tela de boas-vindas do iCloud é exibida. Depois disso, clique na opção “Find My iPhone”.

Etapa 4:  você receberá uma lista de diferentes dispositivos vinculados à conta do iCloud específica. Agora selecione o dispositivo que você deseja localizar.

Os dois métodos descritos acima são benéficos para rastrear o telefone do seu namorado apenas para fins de segurança. Mas no caso de pegar seu namorado traidor em flagrante, esses aplicativos gratuitos não fornecerão resultados 100% precisos. Esses aplicativos gratuitos para rastreadores de namorados não são muito seguros e confiáveis; portanto, há uma chance de ser pego espionando .

Como rastrear meu namorado pelo número de telefone em 2022?

Onde meu namorado é uma das perguntas comuns para todas as garotas por causa de problemas de confiança e lealdade em um relacionamento tóxico. Para resolver esse problema, você pode usar alguns aplicativos gratuitos de rastreador de namorados. No entanto, eles não ajudam muito a rastrear a localização do seu namorado com precisão.

Então, pode-se ter uma ideia – desejo rastrear meu namorado pelo número de telefone. Mas note que este método é impossível para pessoas comuns. É uma tarefa fácil apenas para policiais que têm o  direito  de rastrear seu telefone através do número de telefone.

Com Localize.mobi , você pode rastrear a localização do seu namorado usando o número de telefone dele. Funciona com praticamente qualquer dispositivo ou provedor de rede. Você pode configurá-lo facilmente enviando uma mensagem para o número do seu namorado (você pode personalizar esta mensagem para torná-la mais atraente). O objetivo aqui é enganar seu namorado para concordar em compartilhar sua localização quando ele ler a mensagem. Assim que ele cumprir, você começará a receber notificações de suas localizações no intervalo escolhido.

Use o aplicativo profissional Find My Boyfriend Locator

Os relacionamentos estão ficando muito frágeis nos dias de hoje, e é fácil para as pessoas infiéis trair suas namoradas. É assim porque usando seus smartphones; eles podem facilmente se conectar com o mundo exterior e esconder suas atividades enganosas. Namoradas como você nunca sabem o que o namorado está fazendo em um determinado momento.

Então, para rastrear o celular do seu namorado, um software espião, também conhecido como aplicativo de espionagem, vai te ajudar da melhor maneira. Um aplicativo espião é um aplicativo móvel que monitora e recupera as informações apropriadas do telefone de destino secretamente. Ele rastreia facilmente a localização GPS em tempo real, grava  mensagens de texto , chamadas telefônicas e outros dados confidenciais relacionados armazenados em um telefone celular. Todos os dados registrados são então enviados para o servidor do aplicativo.

Os aplicativos espiões são executados em segundo plano e os usuários não podem detectá-los facilmente. Conforme discutido, os aplicativos gratuitos não são muito úteis, o que aumenta a exigência dos aplicativos de espionagem. Embora vários aplicativos de spyware usem tecnologias diferentes para serem executados corretamente, eles funcionam mais ou menos da mesma maneira.

Tudo o que você precisa fazer é instalar o aplicativo rastreador de namorados no dispositivo de destino, inserir a chave de licença; daqui em diante, deixe o aplicativo fazer seu trabalho. Para instalar um aplicativo espião profissional, você precisará acessar o telefone alvo pelo menos uma vez. Alguns aplicativos são bastante fáceis de usar e são instalados em poucos minutos.

Após a instalação completa do aplicativo, você poderá monitorar remotamente todas as atividades do dispositivo de destino a partir do Painel de Controle do aplicativo em seu PC ou smartphone. O painel é uma interface baseada na web que o spyware fornece para rastrear a localização do seu namorado e do telefone dele.

Como esses aplicativos são executados em segundo plano sem informar o usuário, há chances mínimas de ser pego. Portanto, se você está pensando em rastrear a localização do seu namorado em tempo real, recomendo usar um aplicativo como o mSpy – rastreador de celular do namorado traidor.

Onde está meu namorado agora? Como posso rastrear o telefone do meu namorado sem ele saber?

Hoje em dia, acompanhar as atividades realizadas no telefone do seu parceiro é uma das tarefas importantes por causa dos relacionamentos não tão bons no mundo de hoje. Deixe-me dizer-lhe como rastrear o celular do seu namorado usando o mSpy.

Como instalar o aplicativo espião no celular do namorado?

Nesta seção, vou orientá-lo sobre o procedimento para instalar o aplicativo rastreador de namorados em dispositivos Android e iOS . Então, sem muita enrolação, vamos começar um por um.

Procedimento passo a passo para instalar o mSpy no Android

Para instalar o mSpy em dispositivos Android, siga os passos abaixo.

Etapa 1: comprar a assinatura

Para acessar os fantásticos recursos do mSpy, o primeiro passo que você precisa dar é escolher um pacote de assinatura. Dos dois pacotes, Basic e Premium, você pode selecionar o que precisa.

No entanto, o pacote Básico possui um número menor de recursos em comparação ao pacote Premium. O plano Premium oferece a você todos os recursos do aplicativo mSpy. Depois de fazer a compra, você receberá a conta e os detalhes de login em seu e-mail para acessar o portal da web.

Depois de navegar até o site, você pode ver sua nova assinatura. Para iniciar o processo, você deve selecionar “Android” e pressionar o botão.

Passo 2: Baixe o aplicativo

Se você possui acesso físico ao dispositivo alvo, você precisa seguir os passos abaixo para baixar o mSpy:

  • Antes de baixar o aplicativo, navegue até as “Configurações” do telefone de destino e, em seguida, vá para “Segurança”. Você encontrará uma opção – Recursos Desconhecidos. Ative esta opção para instalar facilmente aplicativos de diferentes recursos disponíveis, exceto na Google Play Store.
  • Abra qualquer navegador da web e digite http://kyplr.com/android na seção da barra de endereços. Depois de concluir o captcha, pressione “Download” e aguarde algum tempo para que o arquivo bt.apk seja baixado.
  • Depois de baixado, você pode clicar no arquivo para abri-lo.

Etapa 3: instale o aplicativo no telefone Android de destino

O processo de instalação do aplicativo mSpy é bastante fácil e rápido. Verifique as etapas abaixo para configurar rapidamente o aplicativo.

  • Clique no arquivo bt.apk baixado para iniciar o processo de instalação.
  • Pressione “Next” para concordar com todos os requisitos que aparecem na tela.
  • O telefone pode avisá-lo – Não instale este aplicativo; você terá que marcar a caixa e pressionar instantaneamente – Instalar mesmo assim.
  • Quando a instalação estiver concluída, você terá que clicar no botão “Abrir” para executar o mSpy. Depois disso, clique no botão “Continuar” e, em seguida, aparecerá um contrato de licença que você terá que aceitar.
  • Ative a opção “Atualizar Serviços” para ter controle total do smartphone alvo. Você pode então escolher se deseja que o aplicativo do ícone do mSpy seja exibido no telefone.

Passo 4: Registre-se com o aplicativo

O último passo para instalar o mSpy em dispositivos Android é adicionar o número de registro. A tela solicitará que você insira o número que você encontrará na etapa 3 do guia de instalação online. Depois de enviar o número de registro, pressione o botão “Concluir registro”. Agora, você terminou o processo de instalação e pode começar a rastrear a localização do celular do seu namorado com facilidade.

Guia passo a passo para instalar o mSpy no iPhone sem jailbreak

Se perguntando: “Como posso rastrear o iPhone do meu namorado?” Ao instalar o mSpy, você pode monitorar todas as atividades do seu namorado realizadas em seu dispositivo iOS. Portanto, siga as etapas abaixo para baixar e instalar o mSpy no iPhone do seu namorado sem fazer o jailbreak.

Passo 1:  Instale o aplicativo mSpy no iPhone alvo sem fazer o jailbreak do dispositivo. Certifique-se de que o backup do iCloud esteja ativado nas configurações do iPhone. Para fazer isso, você precisa ir para Configurações> iCloud> Backup.

Etapa 2: desative a autenticação de dois fatores no iPhone, caso contrário, você precisará de acesso físico ao dispositivo todas as vezes para obter atualizações sobre a localização do seu namorado. Para desativá-lo: Obtenha o telefone de destino > Faça login em appleid.com > Segurança > Desative o sistema de autenticação de dois fatores.

Etapa 3:  obtenha o ID e a senha do iCloud do telefone de destino.

Passo 4:  Vá para  www.mspyonline.com  e use suas credenciais de login. Depois de entrar no painel, você precisa clicar no botão ‘Configurar o novo iPhone’ no canto esquerdo da tela.

Passo 5:  Selecione o dispositivo que deseja monitorar e escolha o nome do iPhone com a opção sem jailbreak.

Passo 6:  Insira suas credenciais de ID Apple e clique no botão “Verificar”. Depois disso, clique no botão “Continuar” assim que o nome do iPhone aparecer.

Etapa 7:  comece a rastrear a localização em tempo real do seu namorado remotamente no painel do portal da web do mSpy.

O que você obterá exceto o rastreamento de localização?

Os aplicativos de localização do Encontre meu namorado , como o mSpy, ajudarão você de várias maneiras além do rastreamento de localização. Você pode monitorar todas as atividades do seu namorado através deste aplicativo. A seguir estão alguns recursos com o mSpy, exceto rastreamento de localização:

  • Leia as mensagens de texto.
  • Verifique o histórico de chamadas, detalhes do chamador e chamadas gravadas.
  • Leia e-mails.
  • Verifique os mensageiros de mídia social.
  • Veja fotos e vídeos compartilhados no dispositivo.
  • Acesse contatos e calendários.
  • Bloqueie sites ou aplicativos específicos facilmente.
  • Acesse a Internet e o histórico de navegação na web.
  • Bloqueie os números indesejados.

Considerações finais

Como chegamos ao final deste artigo, você deve ter encontrado uma solução para sua dúvida de como posso rastrear o telefone do meu namorado. Problemas de confiança nos relacionamentos fazem você espionar seu namorado, e é por isso que o mSpy é introduzido.

Este aplicativo irá ajudá-lo a rastrear a localização do seu namorado e avisá-lo se ele está traindo você. Mais importante, usando esse spyware, você pode controlar e obter acesso ao telefone inteiro do seu namorado. Portanto, sinta-se à vontade agora, pois você finalmente conseguiu uma ferramenta perfeita que pode tirar todas as suas dúvidas.

como clarear a pele do corpo escurecida pelo sol caseiro

0

Por que nos bronzeamos?

Todos nós já tivemos linhas de bronzeado ou cores irregulares que gostaríamos de poder lavar. Mas se livrar de um bronzeado é difícil.

Um bronzeado é a tentativa do seu corpo de se proteger dos raios Ultra violetos prejudiciais do sol. A melanina é a substância química responsável pelo escurecimento ou bronzeamento da pele. Sua pele libera melanina sob as camadas superficiais da pele para ajudar a absorver a radiação UV. Quanto mais você se expõe aos raios UV do sol ou de uma cama de bronzeamento, mais melanina seu corpo libera e mais escura sua pele fica.

A melhor maneira de clarear um bronzeado é evitá-lo em primeiro lugar. Proteja sua pele e evite o bronzeamento indesejado com proteção solar adequada. Sempre use um chapéu, roupas de proteção solar e protetor solar quando estiver fora. O protetor solar deve ser reaplicado a cada duas horas. A Academia Americana de Dermatologia recomenda o uso de protetor solar todos os dias para melhor proteger sua pele.

Remédios que desbotam o bronzeado

Esses remédios podem ajudá-lo a desbotar um bronzeado:

Esfoliação

Esfoliar suavemente com um esfoliante caseiro ou comprado em loja pode ajudar a clarear o tom da pele, removendo as células mortas da superfície. Apenas tome cuidado para evitar o sol depois de esfoliar. As células mortas da pele podem ajudar a proteger contra o sol. Depois de removê-los, você fica mais suscetível a queimaduras solares, bronzeamento e danos à pele.

Aloe

Acontece que esta pomada para queimaduras solares é mais do que uma poderosa chupeta anti-inflamatória para a pele. Um pequeno estudo descobriu que o aloe vera pode suprimir a liberação de melanina e reduzir a pigmentação.

Cúrcuma

Esta especiaria amarela brilhante tem sido tradicionalmente usada na Índia como clareador da pele. Embora não tenha sido comprovado que clareia visivelmente a pele,um estudoFonte confiáveldescobriram que a cúrcuma pode ajudar a proteger contra os danos causados ​​pelo sol quando incluída em um creme. O estudo também descobriu que a cúrcuma pode melhorar a hidratação da pele e os óleos protetores naturais.

No entanto, a cúrcuma pode manchar seu rosto (e quase todo o resto, incluindo suas roupas e balcão) de amarelo. Use um sabonete facial ou removedor de maquiagem imediatamente após uma máscara de açafrão ou aplicação tópica para ajudar a remover resíduos e evitar manchas.

Chá preto

Um pequeno estudo Fonte confiáveldescobriram que o extrato de chá preto pode clarear o bronzeado em porquinhos-da-índia, mas mais pesquisas precisam ser feitas, especialmente sobre como cervejas caseiras ou produtos tópicos com extratos de chá preto afetam os seres humanos.

Produtos para clarear a pele

Muitos cremes e tratamentos para clarear a pele já estão disponíveis no balcão. A Academia Americana de Dermatologia recomenda procurar um produto para clarear a pele que contenha um dos seguintes ingredientes:

  • vitamina C
  • ácido glicólico
  • um retinóide, como retinol, tretinoína, gel de adapaleno ou tazaroteno
  • ácido kójico
  • ácido azelaico

Esses ingredientes ativos podem ajudar a clarear um bronzeado ou manchas escuras existentes, esfoliando a pele e incentivando o crescimento de novas células. Alguns deles também podem ajudar a retardar a produção de melanina para ajudar a prevenir ou reduzir manchas escuras. No entanto, é importante usar apenas um produto com um único ingrediente ativo por vez para evitar irritação ou outros efeitos colaterais.

Muitos desses tratamentos devem ser usados ​​apenas sob a supervisão de um dermatologista. Irritação ou dermatite podem resultar do uso de uma concentração muito alta ou de muitas aplicações. Também pode acontecer se você usar um produto em áreas maiores do que foi projetado. O uso excessivo de produtos para clarear a pele também pode causar atrofia da pele e levar a manchas escuras permanentes ou descoloração.

Remédios para evitar

Suco de limão

O limão é um dos remédios caseiros mais populares para se livrar do bronzeado, mas não deve ser usado puro na pele. Nenhuma pesquisa descobriu que o suco de limão ou ácido cítrico clareia a pele ou reduz a produção de melanina. Suco de limão ou fatias do próprio limão podem ajudar a remover a pele morta, mas também podem ser irritantes.

O suco de limão deve sempre ser diluído e bem lavado se usado topicamente. Sair ao sol com limão ou outro suco cítrico na pele, mesmo que você tenha tentado lavá-lo, pode piorar a irritação e até levar a queimaduras químicas. O suco causa uma reação química que torna sua pele mais sensível à luz UV.

Produtos clareadores estrangeiros

Não compre produtos para clarear a pele de países fora dos Estados Unidos. Pesquisadores encontraram mercúrio não listado, esteróides e outros ingredientes nocivos em produtos de outros países.

Agentes clareadores

Os agentes clareadores também nunca devem ser aplicados na pele. Isso inclui alvejante doméstico e qualquer outro produto vendido como produto “branqueador” ou “branqueador”.

Conclusão

A melhor maneira de se livrar de um bronzeado é proteger adequadamente sua pele contra os raios UV. Quando é tarde demais para chapéus flexíveis e protetor solar, existem alguns tratamentos que podem ajudar a reduzir a aparência de um bronzeado. Certifique-se de sempre testar os tratamentos na parte interna do antebraço duas vezes por dia por pelo menos dois ou três dias para verificar uma reação antes de aplicá-lo em qualquer outro lugar. Sempre use os tratamentos conforme indicado. Pare de usar qualquer produto ou remédio caseiro imediatamente se começar a arder ou queimar, a menos que seu dermatologista o aconselhe a continuar.

Não importa o tratamento que você tente, o tempo é o melhor remédio. Um bronzeado desaparece à medida que você naturalmente elimina as células da pele queimadas ou bronzeadas e as substitui por novas células não bronzeadas. Infelizmente, clarear um bronzeado não vai desfazer os danos à pele ou reduzir o risco de desenvolver câncer. Um bronzeado mais escuro não protege contra danos causados ​​pelo sol ou câncer de pele futuro. Um “bronzeado básico” não é uma maneira saudável ou segura de se proteger dos raios UV prejudiciais.

As mulheres transgênero estão em risco de câncer de mama?

0

Até recentemente, a comunidade médica não tinha dados sobre as taxas de câncer de mama na comunidade transgênero. As pessoas transgênero historicamente enfrentaram grandes quantidades de discriminação, e os dados muitas vezes não foram coletados ou registrados adequadamente.

A discriminação e as barreiras ao atendimento ainda existem para a comunidade transgênero hoje, mas houve avanços substanciais. Por exemplo, durante anos, assumiu-se que as mulheres transgênero tinham o mesmo risco de câncer de mama que os homens cisgêneros , mas novos dados mostraram que esse não é o caso.

Pesquisadores médicos agora sabem que mulheres transgêneros têm um risco aumentado de câncer de mama em comparação com homens cisgêneros e devem seguir as diretrizes de rastreamento do câncer de mama.

Neste artigo, vamos dar uma olhada nos fatores de risco de câncer de mama para mulheres transgênero e recomendações de triagem.

Qual é o risco de câncer de mama em mulheres transgênero?

Ainda não temos muitas informações sobre o risco exato de mulheres transgêneros para câncer de mama . No entanto, os resultados de uma2019 estudo holandêsFonte confiávelforneceu alguns dados valiosos.

O estudo buscou casos de câncer de mama entre pessoas transgênero em terapia hormonal que receberam atendimento na clínica de gênero do VU University Medical Center Amsterdam, na Holanda, entre 1972 e 2016. O Centro foi escolhido por ser uma importante unidade de saúde pública, onde mais de 95% das pessoas trans na Holanda recebem atendimento.

Pesquisadores descobriram que mulheres transgênero que recebem terapia hormonal têm um risco aumentado de câncer de mama quando comparadas a homens cisgêneros. Os dados do estudo também mostram que o risco aumentou após ser tratado com hormônios de afirmação de gênero por apenas um curto período de tempo.

Além disso, os dados do estudo indicaram que as mulheres transgênero que desenvolveram câncer de mama geralmente o tiveram em uma idade mais jovem do que as mulheres cisgênero.

A idade média do diagnóstico de câncer de mama para mulheres transgênero no estudo foi de 52 anos. A idade média do diagnóstico de câncer de mama para mulheres cisgênero na Holanda é de 61 anos.

Ainda são necessários mais estudos e informações. No entanto, este estudo mostra que a terapia hormonal aumenta o risco de câncer de mama para mulheres transgênero. Embora o risco seja considerado abaixo do risco para mulheres cisgênero, é um risco significativo o suficiente para que o rastreamento e a educação sobre o câncer de mama para mulheres transgênero sejam muito importantes.

Fatores de risco adicionais para câncer de mama

Uma série de outros fatores aumentam o risco de câncer de mama. Muitos desses riscos afetam tanto mulheres transgênero quanto cisgênero. Esses fatores de risco incluem:

  • Genética. Ter mutações no gene BRCA1 ou BRCA2aumenta o risco de câncer de mama. Mulheres transgênero podem herdar essas mutações genéticas.
  • História de família. Uma história familiar de câncer de mama coloca você em maior risco de câncer de mama.
  • Seu risco de câncer de mama aumenta à medida que você envelhece.
  • A obesidade pode alterar os níveis de hormônios em seu corpo e está ligada a um risco aumentado de câncer de mama.
  • Atividade física limitada. Ter um estilo de vida não ativo pode aumentar o risco de câncer de mama.
  • Álcool. Existe uma ligação conhecida entre o consumo de álcool e um risco aumentado de câncer de mama.
  • Tecido mamário denso. O tecido mamário denso é mais fibroso e mais difícil de ler em uma mamografia. Pode aumentar o risco de câncer de mama. O tecido mamário denso é comum, e o crescimento mamário que as mulheres transgênero experimentam como resultado da terapia hormonal pode ser tecido mamário denso.
  • Câncer de mama anterior. Ter câncer de mama uma vez aumenta o risco de ter novamente.

Quais são as recomendações de rastreamento do câncer de mama para mulheres transgênero? 

O estudo holandês provou que o rastreamento do câncer de mama para mulheres trans é importante. As recomendações exatas de triagem para mulheres transgênero dependem de suas circunstâncias específicas. Aqui estão três recomendações gerais:

  1. Se você toma hormônios feminilizantes há pelo menos 5 anos, ‌siga as recomendações de rastreamento de câncer de mama para mulheres cisgênero em sua faixa etária.
  2. Se você tem 50 anos ou mais, siga as recomendações de rastreamento de câncer de mama para mulheres cisgênero em sua faixa etária e faça uma triagem pelo menos a cada 2 anos. Isso se aplica não importa há quanto tempo você toma hormônios.
  3. Se você tem histórico familiar de câncer de mama ou sabe que tem mutações genéticas no gene BRCA1 ou BRCA2, siga as instruções de triagem para mulheres cisgênero de alto risco em sua faixa etária. Isso se aplica não importa há quanto tempo você toma hormônios.

O médico ou clínica que prescreve seus hormônios pode aconselhá-lo se você não tiver certeza exatamente quando iniciar os exames. Você pode conversar com eles sobre qualquer histórico familiar de câncer de mama ou quaisquer outras preocupações que possa ter. Eles podem ajudá-lo a desenvolver um cronograma e um plano de triagem.

Eles também podem recomendar profissionais de saúde e locais para acessar uma triagem de câncer de mama.

Enfrentando as barreiras à saúde

Infelizmente, as mulheres transgênero muitas vezes enfrentam barreiras aos cuidados de saúde, como sugerido em, e discriminação no acesso a serviços médicos. Isso pode ser pior ao tentar acessar serviços médicos tradicionalmente baseados em gênero, como exames de câncer de mama.

Nem todos os profissionais médicos são educados sobre cuidados inclusivos ou sobre as necessidades médicas de mulheres transgênero. Aqui estão algumas dicas que podem ajudá-lo a obter os cuidados que você merece e precisa:

  • Pesquise profissionais médicos amigáveis ​​​​aos LGBT em sua área e leia as avaliações. Se você tem transporte e seu seguro permite, às vezes vale a pena viajar 45 minutos ou mais para chegar a um local que ofereça melhor atendimento.
  • Traga um amigo ou familiar. Você tem o direito de trazer alguém com você para consultas médicas. Ter alguém em quem você confia pode ajudar a evitar a discriminação.
  • Venha preparado com informações. Não tenha medo de vir às consultas com anotações e pesquisas. Isso pode ajudá-lo a se sentir mais confiante ao conversar com seu médico.

Quais são os sintomas do câncer de mama?

O câncer de mama é mais tratável quando detectado nos estágios iniciais. Por isso o rastreamento é tão importante, além de conhecer os sintomas do câncer de mama .

Os seguintes sintomas nem sempre indicam câncer. No entanto, se você notar algum deles, é melhor consultar um profissional médico o mais rápido possível.

Aqui estão os sinais para saber:

  • um novo nódulo no tecido mamário
  • uma área do tecido mamário que parece diferente do tecido ao seu redor
  • Dor no peito
  • inchaço dos seios
  • um mamilo invertido
  • pele vermelha ou descolorida no peito
  • descamação ou descamação da pele no peito
  • secreção mamilar
  • secreção mamilar sangrenta
  • uma mudança repentina no tamanho ou aparência dos seios
  • um nódulo doloroso ou inchaço na axila

Perguntas frequentes sobre câncer de mama em pessoas transgênero

Qual é o risco de câncer de mama para homens transgêneros?

Os hormônios masculinizantes diminuem o risco de câncer de mama. Homens transgêneros correm menos risco de câncer de mama do que mulheres cisgêneros.

No entanto, a menos que tenham feito uma mastectomia, é recomendado que os homens transgêneros continuem a seguir as recomendações de rastreamento de câncer de mama para mulheres cisgênero em sua faixa etária.

Homens transgêneros que tomam hormônios masculinizantes e fizeram mastectomia não precisam continuar fazendo exames de câncer de mama.

Você deve parar de tomar hormônios feminizantes se tiver outros fatores de risco para câncer de mama?

Converse com seu médico sobre seu risco pessoal de câncer de mama. Parar os hormônios feminizantes geralmente não é necessário. Embora os hormônios feminizantes aumentem o risco de câncer de mama quando comparados com o risco de um homem cisgênero, o risco ainda é inferior ao de uma mulher cisgênero.

Isso significa que, embora o câncer de mama seja um problema de saúde para mulheres transgênero, o aumento do risco, mesmo quando outros fatores de risco estão presentes, geralmente não é suficiente para recomendar a interrupção dos hormônios.

No entanto, só você pode decidir se está confortável em aumentar o risco de câncer de mama. Se você estiver preocupado, pode ser útil entrar em contato com um profissional de saúde compatível com transgêneros que possa ajudá-lo a entender seu risco pessoal.

Existem outros tipos de hormônios feminizantes que não aumentam o risco de câncer de mama?

Qualquer tipo de hormônio feminilizante que forneça resultados de afirmação de gênero provavelmente carrega o mesmo risco. Os hormônios feminizantes resultam no crescimento do tecido mamário. Isso aumentará o risco de câncer de mama. Tenha em mente que o aumento do risco é pequeno.

As mulheres transgênero que não mudaram seu sexo legal podem fazer um exame de câncer de mama?

Você tem o direito à não discriminação quando recebe assistência médica. Existem leis nacionais e estaduais, bem como regulamentos de seguro, que protegem seu direito de acessar serviços como exames de câncer de mama, independentemente de você ter alterado oficialmente seus documentos legais.

Leve embora

Mulheres transgênero que tomam hormônios feminizantes têm um risco maior de câncer de mama do que homens cisgêneros. O aumento do risco é leve, e o risco é menor do que o risco das mulheres cisgênero. No entanto, o risco é considerado significativo o suficiente para que mulheres transgênero façam exames de câncer de mama.

Atualmente, é recomendado que os exames para mulheres transgênero comecem quando você estiver tomando hormônios por 5 anos ou quando completar 50 anos. Em qualquer ponto, as recomendações de triagem para mulheres cisgênero devem ser seguidas.

Mulheres transgênero que estão em maior risco, como mulheres transgênero que têm a mutação do gene BRCA1 ou BRCA2, são aconselhadas a fazer exames com mais frequência. É uma boa ideia conversar com o médico que prescreve seus hormônios sobre seus riscos pessoais e sobre seu cronograma de triagem.

Síndrome de Burnout: O que é e como evitá-la

0

O mundo profissional exige cada vez mais produtividade e eficiência. Isso está deixando as pessoas doentes — e não é uma doença qualquer. A Síndrome de Burnout entrou no radar da Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2019, mas foi no início de 2022 que ela passou a ser considerada uma doença ocupacional (ou seja, relacionada ao trabalho).

Sendo assim, garante ao empregado direitos trabalhistas como licença médica e até mesmo aposentadoria por invalidez. A síndrome também integra a Classificação Internacional de Doenças (CID) da Organização Mundial da Saúde (OMS).

O termo nasceu no inglês, pela junção das palavras “burn”, que significa queimar, e “out”, sendo “por fora, saída, mostrando o lado exterior”. Sendo assim, a síndrome de Burnout “queima de dentro para fora”. No início, não é algo visível, mas não deixa de ser menos sério por isso.

Nesse contexto, burnout significa entrar em colapso físico e mental por causa da pressão excessiva no trabalho e do acúmulo de funções e responsabilidades que, ao longo do tempo, causam consequências para a saúde.

Porque a síndrome de Burnout acontece?

O transtorno da Síndrome de Burnout, também conhecida como Síndrome do Esgotamento Profissional,  se tornou popular e foco de atenção na saúde e bem-estar dos trabalhadores de muitas empresas. Esse distúrbio psicológico é caracterizado por um estado de tensão emocional e estresse, resultados das condições de trabalho.

Esse transtorno é mais comum em profissionais que lidam diariamente com pressão no trabalho ou metas a serem batidas, por exemplo: médicos, jornalistas, professores, advogados, policiais. Além disso, a falta de reconhecimento, síndrome do impostor — onde a pessoa crê que não é capaz de realizar suas tarefas profissionais — e problemas sociais com os colegas também colaboram para o diagnóstico.

Burnout na pandemia

Uma pesquisa da Microsoft apontou um aumento de 44% de brasileiros com esgotamento profissional. “A Síndrome de Burnout, consequência do excesso ou sobrecarga de trabalho, se agravou na pandemia. Assim, a pessoa se sente literalmente exausta, esgotada física e psicologicamente, seja por causa do número de horas trabalhadas, seja pelo estresse provocado pelas condições de trabalho”, explica a psiquiatra Danielle H Admoni.

Outro estudo da PEBMED, publicado em 2020, mostrou que durante a pandemia da Covid-19 no Brasil, 78% dos profissionais de saúde tiveram algum sinal da Síndrome de Burnout. Entre eles, 79% eram médicos, 74% enfermeiros e 64% técnicos de enfermagem. Em 2019, a Associação Nacional de Medicina do Trabalho (ANAMT) também revelou que dos trabalhadores em um todo, 30% dos mais de 100 milhões de empregados brasileiros sofriam com o distúrbio.

home office, por exemplo, se tornou uma rotina para muitos profissionais. No entanto, nem todos conseguiram se adaptar às mudanças. “Pacientes relatam desânimo, dificuldade de raciocínio, ansiedade, irritabilidade, sensação de incapacidade, diminuição da motivação e da criatividade, entre outros sintomas”, conta o também psiquiatra Adiel Rios.

privação do sono também é um forte gatilho para a Síndrome de Burnout. “Quando o profissional não dorme o suficiente para ser produtivo ou trabalha até tarde da noite, sua rotina do sono é prejudicada. O que desregula, desse modo, o relógio biológico. Isso resulta em uma extrema exaustão, pois o organismo, que já está habituado com um determinado padrão de sono, sofre um forte impacto, precisando de tempo e resistência para se adequar às mudanças”, reforça Adiel.

Atenção aos sintomas da Síndrome de Burnout

Síndrome de Burnout geralmente se inicia com episódios de estresse pontuais, mas que se tornam cada vez mais recorrentes até que a pessoa se sinta esgotada.

Imagine a cena: você embarca em um desafio profissional e quer ser reconhecido pelo seu esforço. Então, começa a trabalhar duro, estica o horário um dia, depois outro… Quando vê, está assumindo mais tarefas do que dá conta e vai ficando mais sobrecarregado, sem energia e tampouco se sente motivado para outras atividades. Esse é um exemplo de situação na qual uma pessoa pode desenvolver a Síndrome de Burnout, que se resume a 10 estágios:

1 – Dedicação intensificada aos assuntos do trabalho;

2 – Descaso com as necessidades pessoais;

3 – Aversão a conflitos;

4 – Reinterpretação dos valores;

5 – Negação de problemas;

6 – Recolhimento e aversão a reuniões. Além disso, mudanças evidentes de relacionamento com os pares e objetos (dificuldade de aceitar certas brincadeiras com bom senso e bom humor);

7 – Despersonalização (momentos de confusão mental em que a pessoa não sente seu corpo como habitualmente. Desse modo, pode se sentir flutuando ao ir ao trabalho, tem a percepção de que não controla o que diz ou o que fala, não se reconhece);

8 – Depressão, vazio interior e sensação de que tudo é complicado, difícil e desgastante;

9 – Colapso físico e mental;

10 – Estado de emergência. Ajuda médica e psicológica se tornam urgentes.

O primeiro estágio até parece inocente. Ser um profissional dedicado e interessado no trabalho é muito bom, pois ajuda a ampliar as perspectivas de carreira. Mas existe uma linha tênue entre se empenhar e deixar tudo de lado para se entregar completamente às necessidades profissionais.

E então, se identificou com alguns desses estágios e com a situação?

Tipos de Burnout

Síndrome de Burnout por sobrecarga

Quando o colaborador recebe tarefas além da conta. Para conseguir cumprir com os prazos, trabalha por mais horas por dia ou não faz pausas de descanso. Então, está sempre preocupado com as atividades do emprego e pensa constantemente, mesmo fora do horário de trabalho, sobre as tarefas.

Assume diversas tarefas que não são da própria função e acredita que isso ajuda no desempenho profissional. Contudo, não nota o reflexo desse esforço na saúde.

Burnout por falta de suporte e negligência

A falta de reconhecimento, feedbacks e reuniões de bem-estar também podem causar o distúrbio. Sendo assim, as faltas de desafios profissionais no dia a dia colaboram para o diagnóstico. Em outros casos, ter uma rotina sem muita movimentação e novidades se torna outro fator da síndrome.

Além disso, conviver com situações estressantes relacionadas aos colegas e/ou omissão do RH sobre casos abusivos.

Síndrome de Burnout por autossabotagem

Neste caso, o distúrbio é causado pelo profissional não achar que consegue realizar o trabalho designado. Isso vale para o trabalho sozinho, em time ou ajuda da empresa. Isso tudo gera a sensação de incompetência, desmotivação, falta de criatividade — também presentes na síndrome do impostor.

Outras vertentes

Primeiramente, o termo se associou apenas a trabalho profissional. No entanto, outras áreas da vida também podem estar ligadas à síndrome. Quando falamos de relações, o trabalho para manter esses relacionamentos também desencadeiam outros tipos do transtorno. Por exemplo:

Burnout materno ou parental: o termo ganhou força na pandemia. Assim, o home office para as mães é além da carga de horário profissional: o trabalho de cuidado com as crianças também pesa no dia a dia. Dessa forma, o sentimento de desamparo, baixa autoestima, perda de apetite e culpa profunda definem o distúrbio. Buscar ajuda também é ideal.

No distúrbio parental, os pais também são afetados. Buscar o tratamento é muito importante, pois esse tipo de Burnout pode afetar diretamente as crianças. Quando pressionados, os pais acabam descontando essa frustração nos pequenos, o que pode gerar violência verbal e física. Além disso, esse quadro também vale para os filhos que sofrem com a pressão imposta pelos pais.

Burnout afetivo: Além disso, os relacionamentos afetivos, sejam eles amorosos ou amigáveis, também podem levar à exaustão. Sentir que os relacionamentos são superficiais, ter que “pisar em ovos” para falar com as pessoas ou achar que o relacionamento é muito trabalhoso são alguns dos pontos que definem o transtorno.

Será que sou vítima da Síndrome de Burnout?

Somente um psicólogo, psiquiatra ou outro profissional de áreas correlatas é capaz de realizar o diagnóstico correto. No entanto, os sintomas são fundamentais para ficar atento e procurar ajuda:

  • Cansaço crônico: qualquer atividade simples torna-se exaustiva;
  • Dificuldade de se concentrar;
  • Episódios constantes de irritabilidade e alterações de humor;
  • Fugas frequentes do trabalho e de outros compromissos;
  • Desânimo e perda de interesse por qualquer assunto que não seja relacionado ao trabalho;
  • Crises de estresse frequentes;
  • Tremores;
  • Falta ou excesso de apetite;
  • Insônia;
  • Ansiedade;
  • Taquicardia;
  • Pressão alta;
  • Exteriorização de problemas na pele;
  • Crise de asma;
  • Problemas gastrointestinais;
  • Depressão.

Ademais, outra forma de perceber se algo não vai bem é analisar o quanto você se desgasta no trabalho e os sentimentos que são despertados em um momento de estresse ou pressão. Por isso, avalie se são emoções passageiras ou se elas permanecem mesmo depois de “largar a caneta”.

Enzimas digestivas: O que são e em quais alimentos encontrar

0

Enzimas digestivas são proteínas com função de “quebrar” macromoléculas em porções menores, facilitando sua absorção no organismo através do intestino. Elas podem ser produzidas naturalmente pelo corpo ou ingeridas a partir da alimentação, assim acelerando as reações químicas do organismo.

Essencialmente, elas servem para que o organismo absorva melhor os nutrientes que necessita a partir do que comemos – desde vitaminas e minerais, até macronutrientes, como proteínas, carboidratos e gorduras. Assim, nutrindo e fornecendo energia às células.

Tipos de enzimas digestivas

A variedade de enzimas não é pouca, mas há três tipos especialmente importantes: a lipase, a amilase e a protease.

Lipase é uma das enzimas digestivas

A lipase é a enzima responsável pela quebra das gorduras, ou seja, atua sobre os lipídios, transformando-os em ácidos graxos e glicerol.

Leia também: As melhores opções de gorduras boas para colocar no prato

Amilase

Já a amilase é uma enzima com função de quebrar os carboidratos, mais especificamente o amido, transformando-o em maltose e glicose.

Leia mais: Os melhores carboidratos para a sua dieta

Protease

A protease, assim como a bromelina, é uma enzima digestiva que quebra as proteínas, promovendo a melhor absorção desse macronutriente no organismo.

Leia também: Sinais de que você está comendo pouca proteína

Se o corpo não conseguir produzir enzimas digestivas suficientes, as moléculas de alimentos não poderão ser digeridas adequadamente. Isso pode levar a distúrbios digestivos, como intolerância à lactose.

Glicoamilase

Auxilia na quebra do amido, transformando-o, assim, em glicose.

DPP-IV

Tem ação sobre a caseína e o glúten, substâncias alergênicas e, assim, muitas vezes responsáveis por gases e inchaço.

Alimentos ricos em enzimas digestivas naturais

Assim, comer alimentos ricos em enzimas digestivas naturais pode ajudar a melhorar a digestão. Por fim, confira algumas opções.

  • Abacaxi;
  • Mamão;
  • Abacate;
  • Kiwi;
  • Banana;
  • Mel;
  • Própolis;

Enzimas digestivas e perda de peso: qual é a conexão?

0

A maioria das pessoas domina o básico da perda de peso – coma menos; mover mais. Mas e se você estiver fazendo todas as coisas certas e a escala ainda não estiver se movendo? O problema pode ser enzimas digestivas. As enzimas digestivas são proteínas que ajudam o corpo a decompor os alimentos em nutrientes para que possam ser absorvidos. Eles são encontrados em sua saliva, pâncreas e intestino delgado. Seu corpo precisa de enzimas para funcionar corretamente. Mas quando você tem muito poucas enzimas digestivas, pode levar a problemas de digestão e absorção de nutrientes dos alimentos que você come. Isso provavelmente levará à perda de peso não intencional, que pode ser perigosa se não for revertida. Aqui está o que você precisa saber sobre enzimas digestivas e perda de peso.

Enzimas digestivas e suas funções

Seu sistema digestivo é responsável por quebrar os alimentos que você come em pedaços menores e mais facilmente absorvidos. Esse processo começa na boca com a mastigação e a saliva e continua à medida que a comida passa pelo estômago e pelos intestinos.

Ao longo do caminho, seu sistema digestivo depende de uma variedade de enzimas para ajudar na quebra.

Existem três tipos principais de enzimas digestivas:

Proteases

As proteases são enzimas que quebram as proteínas em peptídeos aminoácidos menores . Eles são produzidos em seu pâncreas e intestino delgado. Seu pâncreas produz várias proteases diferentes, incluindo tripsina, quimotripsina, elastase e carboxipeptidase

Amilases

Amilases são enzimas que quebram carboidratos, como amido e açúcares, em moléculas menores. Eles são produzidos em sua saliva, pâncreas e intestino delgado

Lipases

As lipases são enzimas que quebram as gorduras em moléculas menores. Eles são produzidos no pâncreas e no intestino delgado

Como perder a barriga em 10 dias

0

Siga estas dicas fáceis de fazer e livre-se de sua barriga em 10 dias…

Cortesia de nossas farras de festas e compulsão nos últimos meses, graças à época festiva, quase todos nós estamos lutando contra essa protuberância indesejada . Na verdade, encaixar em nossos vestidos antigos e jeans justos é quase um desafio. Mas não se preocupe. Aqui estão algumas dicas simples que, se seguidas corretamente, podem ajudá-lo a se livrar de sua barriga em 10 dias.

Beba muita água
A água é essencial para o nosso sistema, pois cerca de 70% do nosso corpo é constituído por água. No entanto, muito de qualquer coisa não funciona. Portanto, tome cerca de 2,5 a 3,5 litros de água todos os dias. E certifique-se de evitar beber água fria. Água normal ou morna ajudará você a ficar mais magro. A água elimina as toxinas e hidrata o sistema. Se você não gosta de água, beba chá de ervas e verde. Deepshikha Agarwal, nutricionista esportiva, defende o caminho antioxidante com isso. “Esta é uma maneira deliciosa de incluir antioxidantes em sua dieta. Pode fazer maravilhas para o seu sistema imunológico e digestivo.”

Reduza os carboidratos

Muitos acreditam que seguir uma dieta zero carboidratos ajudará de maneira milagrosa. Embora se deva reduzir para obter resultados rápidos, a maneira sem carboidratos é um não-não estrito. Pooja Makhija, nutricionista clínica, explica: “Os carboidratos são nossos doadores de energia e devem contribuir com 65-70% da ingestão total de calorias em um dia. Só se pode melhorar a resistência se incluir carboidratos em todas as refeições, todos os dias! A perda de peso também seguirá o exemplo quando o corpo for abastecido de maneira ideal para poder queimar gordura”.

Aumente a ingestão de proteínas
Coma frango assado ou peixe com legumes cozidos no vapor no almoço e no jantar. Leite desnatado e produtos lácteos também funcionam. Ter uma dieta rica em proteínas faz você se sentir satisfeito por mais tempo. Certifique-se de incluir claras de ovos em seu café da manhã. Coma pequenas porções e certifique-se de ter pelo menos cinco a seis refeições.

Fique longe das dietas da moda As dietas
radicais podem ser extremamente prejudiciais, então fique longe delas completamente. Dr Smita Naram, médico ayurvédico, diz: “Uma dieta com uma combinação de 30% de proteína, 60% de vegetais e 10% de carboidratos é mais benéfica para reduzir o peso”. Comer alimentos regulares a cada duas ou três horas (não faça lanches no meio) é ótimo quando se trata de perder peso.

Coma devagar
Coma devagar e pare de comer quando estiver cerca de 70 a 80% cheio. Não coma demais. Comer rápido e engolir alimentos resulta em comer muito mais do que nosso corpo precisa.

Caminhe, e depois caminhe um pouco mais
Faça uma caminhada rápida de 45 minutos pela manhã ou à noite. Use roupas que não sejam muito apertadas e sapatos confortáveis ​​para caminhar. Comece com uma caminhada de 30 minutos e estenda para 45 minutos ou uma hora. Faça isso por 10 dias sem falhar.

Crunches podem salvar seu dia
Não tem tempo para a academia? Apenas faça alguns exercícios de aquecimento e depois direcione sua barriga – faça flexões (veja a caixa). Faça isso todos os dias – duas vezes por dia, se possível. (Afinal, você quer perder aquela barriga em 10 dias, não é?) Ao longo do dia, esteja você sentado ou andando, certifique-se de contrair a barriga e manter as costas retas.

Faça uma atividade desestressante
Estresse e depressão podem levar a uma alimentação emocional injustificada. Então, desestresse. Faça uma atividade favorita – faça alguma meditação, leia um livro, assista a algumas comédias românticas, brinque com seu cachorro ou faça uma aula de ioga ou dança.

Fique longe da tentação
Toda vez que você quase desistir e pegar uma barra de chocolate, lembre-se do que você realmente quer – parecer sexy em um LBD sexy ou ser flácido e gordo e se esconder dentro de uma roupa folgada e mal ajustada. E se comporte de acordo.

Abdominais básicos
Deite-se no seu colchonete de exercícios. Dobre os joelhos e mantenha-o paralelo ao chão. Agora coloque as mãos atrás da cabeça e expire e levante as omoplatas do chão enquanto contrai o estômago e alcança os joelhos.

Tire mais proveito das flexões
Faça abdominais de bicicleta. Reme cada uma de suas pernas no ar enquanto você faz os abdominais.

Proibir completamente nos próximos 10 dias:
– Carne vermelha
– Doces
– Alimentos enlatados
– Junk foods como hambúrguer, pizza, macarrão etc
– Bebidas gaseificadas frias
– Sucos enlatados (mesmo os que dizem ‘saudável’ na embalagem)
– Todos tipos de comida de fora
– Evite comer demais

Durma na hora certa
A perda de peso e a qualidade do sono estão intimamente ligadas. Estudos sugerem que a falta de sono à noite pode contribuir para o ganho de peso. A má qualidade do sono pode aumentar seu desejo por alimentos não saudáveis ​​e pode aumentar sua ingestão diária de calorias. Isso pode fazer você ganhar peso.

Adicione fibras à sua dieta
Adicione mais fontes saudáveis ​​de carboidratos à sua dieta. Os carboidratos contêm fibras que aumentam o volume das fezes e melhoram a saúde digestiva. A fibra também faz você se sentir mais cheio por um longo tempo, impedindo que você coma alimentos não saudáveis. Frutas, legumes, legumes são algumas fontes saudáveis ​​de fibra.

Levantar peso
Além de realizar exercícios cardiovasculares, levante algum peso. Ao contrário da crença popular, levantar peso pode ajudá-lo a queimar mais calorias do que fazer exercícios aeróbicos em repouso.

O guia definitivo para uma alimentação saudável na vida real

0

Dependendo de quem você pergunta, “alimentação saudável” pode assumir várias formas. Parece que todos, incluindo profissionais de saúde, influenciadores de bem-estar, colegas de trabalho e familiares, têm uma opinião sobre a maneira mais saudável de comer.

Além disso, os artigos de nutrição que você lê on-line podem ser totalmente confusos com suas sugestões e regras contraditórias – e muitas vezes infundadas.

Isso não facilita se você simplesmente quiser comer de maneira saudável e que funcione para você.

A verdade é que uma alimentação saudável não precisa ser complicada. É perfeitamente possível nutrir seu corpo enquanto desfruta dos alimentos que você ama.

Afinal, a comida deve ser apreciada – não temida, contada, pesada e rastreada.

Este artigo corta o ruído para explicar o que significa uma alimentação saudável e como fazê-la funcionar para você.

Leia também: Melhores exercícios para a saúde e perda de peso

Por que comer saudável importa?

Antes de mergulharmos no que significa alimentação saudável, é importante explicar por que isso é importante.

Primeiro, a comida é o que alimenta você e fornece as calorias e nutrientes que seu corpo precisa para funcionar. Se sua dieta é deficiente em calorias ou um ou mais nutrientes, sua saúde pode sofrer.

Da mesma forma, se você comer muitas calorias, poderá ganhar peso . Pessoas com obesidade têm um risco significativamente maior de doenças como diabetes tipo 2, apnéia obstrutiva do sono e doenças cardíacas, hepáticas e renais.

Além disso, a qualidade de sua dieta afeta seu risco de doença, longevidade e saúde mental.

Enquanto as dietas ricas em alimentos ultraprocessados ​​estão associadas ao aumento da mortalidade e a um maior risco de doenças como câncer e doenças cardíacas, dietas compostas principalmente por alimentos integrais e ricos em nutrientes estão associadas a maior longevidade e proteção contra doenças.

Dietas ricas em alimentos altamente processados ​​também podem aumentar o risco de sintomas depressivos, principalmente entre pessoas que praticam menos exercícios.

Além disso, se sua dieta atual é rica em alimentos e bebidas ultraprocessados, como fast food, refrigerantes e cereais açucarados, mas pobre em alimentos integrais, como vegetais, nozes e peixes, você provavelmente não está comendo o suficiente de certos nutrientes, o que pode afetar negativamente sua saúde geral

RESUMO

A alimentação saudável é importante por muitas razões, incluindo abastecer seu corpo, adquirir os nutrientes necessários, diminuir o risco de doenças, aumentar sua longevidade e promover o bem-estar físico e mental ideal.

Você tem que seguir uma determinada dieta para comer saudável?

Absolutamente não!

Embora certas pessoas precisem – ou escolham – evitar alimentos específicos ou adotar dietas por motivos de saúde, a maioria das pessoas não precisa seguir nenhuma dieta específica para se sentir melhor.

Isso não quer dizer que certos padrões alimentares não possam beneficiá-lo.

Por exemplo, algumas pessoas se sentem mais saudáveis ​​ao seguir uma dieta baixa em carboidratos , enquanto outras prosperam em dietas ricas em carboidratos.

Em geral, porém, alimentação saudável não tem nada a ver com aderir a dietas ou certas regras alimentares. “Alimentação saudável” significa simplesmente priorizar seu bem-estar alimentando seu corpo com alimentos nutritivos .

As especificidades podem ser diferentes para cada pessoa, dependendo de sua localização, situação financeira, cultura e sociedade e preferências de gosto.

RESUMO

A alimentação saudável não envolve nenhuma dieta específica. Em vez disso, significa priorizar sua saúde alimentando seu corpo com alimentos ricos em nutrientes.

Noções básicas de alimentação saudável 

Agora que você sabe por que uma alimentação saudável é importante, vamos abordar alguns conceitos básicos de nutrição.

Leia também: Os benefícios do exercício para a saúde mental

Densidade de nutrientes

Quando você conceitua alimentação saudável, seu primeiro pensamento pode ser sobre calorias. Mesmo que as calorias sejam importantes, sua principal preocupação deve ser os nutrientes.

Isso porque nutrientes, incluindo proteínas, carboidratos, gorduras, vitaminas e minerais, são o que seu corpo precisa para prosperar. “Densidade de nutrientes” refere-se à quantidade de nutrientes em um alimento em relação às calorias que ele fornece

Todos os alimentos contêm calorias, mas nem todos os alimentos são ricos em nutrientes.

Por exemplo, uma barra de chocolate ou uma caixa de macarrão com queijo pode ser incrivelmente rica em calorias, mas carece de vitaminas, minerais, proteínas e fibras. Da mesma forma, os alimentos comercializados como “amigáveis ​​à dieta” ou “de baixa caloria” podem ser muito baixos em calorias, mas carecem de nutrientes.

Por exemplo, as claras de ovos são muito mais baixas em calorias e gorduras do que os ovos inteiros. No entanto, uma clara de ovo fornece 1% ou menos do valor diário (DV) para ferro, fósforo, zinco, colina e vitaminas A e B12, enquanto um ovo inteiro contém 5 a 21% do DV para esses nutrientes.

Isso é por causa da gema nutritiva e rica em gordura que os ovos contêm.

Além disso, embora alguns alimentos ricos em nutrientes, como inúmeras frutas e vegetais, sejam baixos em calorias, muitos – como nozes, iogurte integral, gema de ovo, abacate e peixes gordurosos – são ricos em calorias. Isso é perfeitamente OK!

Só porque um alimento é rico em calorias não significa que seja ruim para você. Da mesma forma, só porque um alimento é baixo em calorias não o torna uma escolha saudável.

Se suas escolhas alimentares são baseadas apenas em calorias, você está perdendo o objetivo de uma alimentação saudável.

Como regra geral, tente comer principalmente alimentos ricos em nutrientes, como proteínas, fibras, gorduras saudáveis, vitaminas e minerais. Esses alimentos incluem vegetais, frutas, nozes, sementes, feijões, peixes gordurosos e ovos.

Leia também: Quanto tempo leva para perder peso?

Diversidade da dieta

Outro componente da alimentação saudável é a diversidade alimentar, ou seja, comer uma variedade de alimentos.

Seguir uma dieta rica em diferentes tipos de alimentos fortalece as bactérias intestinais , promove um peso corporal saudável e protege contra doenças crônicas

Ainda assim, comer uma variedade de alimentos pode ser difícil se você for um comedor exigente.

Se for esse o caso, tente introduzir novos alimentos um de cada vez. Se você não come muitos vegetais, comece adicionando um vegetal favorito a uma ou duas refeições por dia e construa a partir daí.

Embora você possa não gostar de experimentar novos alimentos, pesquisas mostram que quanto mais você estiver exposto a um alimento, maiores serão suas chances de se acostumar a ele .

Proporções de macronutrientes

Macronutrientes – os principais nutrientes que você obtém dos alimentos – são carboidratos, gorduras e proteínas. (A fibra é considerada um tipo de carboidrato.)

Geralmente, suas refeições e lanches devem ser equilibrados entre os três. Em particular, adicionar proteína e gordura a fontes de carboidratos ricas em fibras torna os pratos mais recheados e saborosos .

Por exemplo, se você está comendo um pedaço de fruta , adicionar uma colher de manteiga de nozes ou um pouco de queijo ajuda a mantê-lo mais satisfeito do que se você comesse a fruta sozinho.

No entanto, tudo bem se sua dieta não for equilibrada o tempo todo.

Contar macros e seguir um plano definido de macronutrientes não é necessário para a maioria das pessoas – exceto atletas, pessoas que buscam uma composição corporal específica e aquelas que precisam ganhar músculo ou gordura por razões médicas.

Além disso, contar macros e ficar obcecado em permanecer dentro de uma determinada faixa macro pode levar a uma fixação não saudável com alimentos e calorias ou causar tendências alimentares desordenadas

É importante notar que algumas pessoas podem prosperar em dietas com baixo teor de carboidratos e alto teor de gordura e proteína – ou baixo teor de gordura e alto teor de carboidratos. No entanto, mesmo nessas dietas, a contagem de macronutrientes normalmente não é necessária.

Por exemplo, se você se sentir melhor com uma dieta baixa em carboidratos, simplesmente escolher alimentos com baixo teor de carboidratos, como vegetais sem amido, proteínas e gorduras com mais frequência do que alimentos ricos em carboidratos, geralmente será suficiente.

Alimentos altamente processados

Uma das melhores maneiras de melhorar sua dieta é reduzir os alimentos ultraprocessados .

Você não precisa evitar completamente os alimentos processados. De fato, muitos alimentos saudáveis, como nozes descascadas, feijões enlatados e frutas e vegetais congelados, foram processados ​​de uma forma ou de outra.

Em contraste, produtos altamente processados, como refrigerantes, produtos de panificação produzidos em massa, doces, cereais açucarados e certos salgadinhos embalados contêm pouco ou nenhum ingrediente alimentar integral.

Esses itens tendem a embalar ingredientes como xarope de milho com alto teor de frutose , óleos hidrogenados e adoçantes artificiais

Pesquisas relacionam dietas ricas em alimentos ultraprocessados ​​a um risco maior de depressão, doenças cardíacas, obesidade e muitas outras complicações.

Por outro lado, dietas pobres nesses alimentos e ricas em alimentos integrais e ricos em nutrientes têm o efeito oposto, protegendo contra doenças, prolongando a vida útil e promovendo o bem-estar físico e mental geral.

Assim, é melhor priorizar alimentos ricos em nutrientes, especialmente vegetais e frutas.

RESUMO

Inclua uma variedade de alimentos integrais e ricos em nutrientes em sua dieta, tomando cuidado para limitar os itens altamente processados.

Você deve reduzir certos alimentos e bebidas para uma saúde ideal? 

Em uma dieta saudável, é melhor restringir certos alimentos.

Décadas de pesquisa científica vinculam alimentos ultraprocessados ​​a resultados negativos para a saúde, incluindo aumento do risco de doenças e morte precoce .

Reduzir refrigerantes, carnes processadas, doces, sorvetes, frituras , fast food e lanches embalados altamente processados ​​é uma maneira inteligente de melhorar sua saúde e diminuir o risco de certas doenças.

No entanto, você não precisa evitar completamente esses alimentos o tempo todo.

Em vez disso, tente priorizar alimentos integrais e ricos em nutrientes, como vegetais, frutas, nozes, sementes, feijão e peixe, guardando alimentos e bebidas altamente processados ​​para guloseimas especiais.

Alimentos como sorvete e doces podem fazer parte de uma dieta saudável e completa, mas não devem ser uma parte significativa de sua ingestão de calorias.

RESUMO

Você deve limitar a ingestão de alimentos e bebidas ultraprocessados, como doces, refrigerantes e cereais açucarados, mas isso não significa que você deva eliminar esses itens de sua dieta.

Como fazer uma alimentação saudável trabalhar para você

A comida é uma das muitas peças do quebra-cabeça do seu dia-a-dia. Entre deslocamentos, trabalho, compromissos familiares ou sociais, recados e muitos outros fatores diários, a comida pode ser a última da sua lista de preocupações.

O primeiro passo para seguir uma alimentação mais saudável é fazer da alimentação uma das suas prioridades.

Isso não significa que você tenha que passar horas preparando refeições ou cozinhando refeições elaboradas, mas requer algum pensamento e esforço, especialmente se você tiver um estilo de vida particularmente ocupado.

Por exemplo, ir ao supermercado uma ou duas vezes por semana ajudará a garantir que você tenha opções saudáveis ​​na geladeira e na despensa. Por sua vez, uma cozinha bem abastecida facilita muito a escolha de refeições e lanches saudáveis.

Ao fazer compras no supermercado, faça um estoque de:

  • frutas e vegetais frescos e congelados
  • fontes de proteína como frango, ovos, peixe e tofu
  • fontes de carboidratos a granel, como feijão enlatado e grãos integrais
  • vegetais ricos em amido, como batata branca, batata doce e abóbora
  • fontes de gordura como abacate, azeite e iogurte integral
  • ingredientes nutritivos e simples para lanches, como nozes, sementes, manteiga de nozes, homus, azeitonas e frutas secas

Se você está em branco na hora da refeição, mantenha-o simples e pense em três:

  • Proteína:ovos, frango, peixe ou uma opção à base de plantas como tofu
  • Gordura:azeite, nozes, sementes, manteiga de nozes, abacate, queijo ou iogurte integral
  • Carboidratos ricos em fibras:opções ricas em amido, como batata-doce, aveia, certas frutas e feijão – ou fontes de fibra com baixo teor de carboidratos, como aspargos, brócolis, couve-flor e frutas vermelhas

Por exemplo, o café da manhã pode ser uma mistura de espinafre e ovos com abacate e frutas vermelhas, almoço uma batata-doce recheada com legumes, feijão e frango desfiado e jantar um filé de salmão ou tofu assado com brócolis refogado e arroz integral.

Se você não está acostumado a cozinhar ou fazer compras, concentre-se em uma única refeição. Vá ao supermercado e compre os ingredientes para alguns pratos de café da manhã ou jantar para a semana. Quando isso se tornar um hábito, adicione mais refeições até que a maioria de suas refeições seja preparada em casa.

Desenvolver uma relação saudável com a comida pode levar tempo

Se você não tem uma boa relação com a comida, você não está sozinho.

Muitas pessoas têm tendências alimentares desordenadas ou distúrbios alimentares . Se você está preocupado com uma dessas condições, é fundamental obter a ajuda certa.

Para desenvolver uma relação saudável com a comida, é preciso ter as ferramentas certas.

Trabalhar com uma equipe de saúde, como um nutricionista e psicólogo especializado em transtornos alimentares, é a melhor maneira de começar a consertar sua relação com a comida.

Restrições alimentares, dietas da moda e noções auto-prescritas como “voltar aos trilhos” não ajudam e podem ser prejudiciais. Trabalhar sua relação com a comida pode levar tempo, mas é necessário para sua saúde física e mental.

Dicas para uma alimentação saudável no mundo real

Aqui estão algumas dicas realistas para você começar com uma alimentação saudável:

  • Priorize os alimentos à base de plantas. Alimentos vegetais como vegetais, frutas, feijões e nozes devem compor a maior parte de sua dieta. Tente incorporar esses alimentos, especialmente vegetais e frutas, em todas as refeições e lanches.
  • Cozinhe em casa. Cozinhar refeições em casa ajuda a diversificar sua dieta. Se você está acostumado a refeições para viagem ou restaurante, tente cozinhar apenas uma ou duas refeições por semana para começar.
  • Compre mantimentos regularmente. Se sua cozinha estiver abastecida com alimentos saudáveis, é mais provável que você faça refeições e lanches saudáveis. Faça uma ou duas corridas de supermercado por semana para manter os ingredientes nutritivos à mão.
  • Entenda que sua dieta não vai ser perfeita. Progresso – não perfeição – é a chave. Encontre-se onde você está. Se você está comendo fora todas as noites, cozinhar uma refeição caseira e repleta de vegetais por semana é um progresso significativo.
  • “Dias de trapaça” não são aceitáveis. Se sua dieta atual inclui “dias de trapaça” ou “refeições de trapaça”,isso é um sinal de que sua dieta está desequilibrada. Depois de aprender que todos os alimentos podem fazer parte de uma dieta saudável, não há necessidade de trapacear.
  • Corte as bebidas açucaradas. Limite as bebidas açucaradas, como refrigerantes, bebidas energéticas e cafés adoçados, tanto quanto possível. O consumo regular de bebidas açucaradas pode prejudicar sua saúde.
  • Escolha alimentos de enchimento. Quando você está com fome, seu objetivo deve ser comer alimentos nutritivos e nutritivos, e não comer o mínimo de calorias possível. Escolha refeições e lanches ricos em proteínas e fibras que certamente o encherão.
  • Coma alimentos integrais. Um padrão de alimentação saudável deve ser composto principalmente de alimentos integrais, como vegetais, frutas, feijão, nozes, sementes, grãos integrais e fontes de proteína,como ovos e peixes.
  • Hidrate-se de maneira inteligente. Manter-se hidratado faz parte de uma alimentação saudável, e a água é a melhor maneira de se manter hidratado. Se você não está acostumado a beber água, pegue uma garrafa de água reutilizável e adicione fatias de frutas ou um pouco de limão para dar sabor.
  • Honre seus desgostos. Se você já experimentou um alimento específico várias vezes e não gostou, não coma. Há uma abundância de alimentos saudáveis ​​para escolher em vez disso. Não se force a comer algo só porque é considerado saudável.

Essas dicas podem ajudá-lo a avançar em direção a uma dieta mais saudável.

Você também pode trabalhar com um nutricionista registrado, especialmente se não tiver certeza de como começar a melhorar sua dieta. Um nutricionista pode ajudá-lo a desenvolver um plano alimentar sustentável e nutritivo que funcione para suas necessidades e horários.

RESUMO

Dicas como cozinhar em casa, fazer compras, comer muitos alimentos vegetais, escolher refeições e lanches fartos e honrar seus desgostos podem ajudá-lo a criar e manter um padrão alimentar saudável.

A linha de fundo

Se você está interessado em uma alimentação saudável, fazer algumas pequenas mudanças pode levá-lo a se mover na direção certa.

Embora a alimentação saudável possa parecer um pouco diferente para todos, as dietas equilibradas geralmente são ricas em alimentos ricos em nutrientes, pobres em alimentos altamente processados ​​e compostas por refeições e lanches completos .

Este guia pode ajudar aqueles que estão começando uma jornada de alimentação saudável – e servir como uma atualização para aqueles que conhecem o básico da nutrição, mas desejam se aprofundar.

Se você quiser aconselhamento dietético detalhado e individualizado, consulte um nutricionista experiente.

Os diferentes estágios da perda de peso: perda de gordura versus perda de peso

0

Se você é como a maioria das pessoas, pode estar ansioso para saber quando pode esperar ver resultados depois de embarcar em sua jornada de perda de peso.

Ao mesmo tempo, você também pode querer saber se o peso que está perdendo vem da gordura e não do músculo ou da água.

Este artigo analisa os estágios da perda de peso, a diferença entre perda de peso e perda de gordura e dicas para evitar a recuperação do peso.

Fases da perda de peso

A perda de peso geralmente ocorre em dois estágios – um estágio inicial e rápido de perda de peso, seguido por um período mais lento e mais longo de perda de peso

Estágio 1 – Perda de peso rápida

O primeiro estágio da perda de peso é quando você tende a perder mais peso e começa a notar mudanças em sua aparência e em como suas roupas se encaixam. Geralmente acontece nas primeiras 4-6 semanas

A maior parte da perda de peso neste estágio vem das reservas de carboidratos, proteínas e água – e, em menor grau, da gordura corporal.

A perda de peso tende a ocorrer mais rapidamente em pessoas que seguem uma dieta baixa em carboidratos ou cetogênica do que aquelas que seguem uma dieta com baixo teor de gordura, pois esgotam as reservas de carboidratos do corpo mais rapidamente, juntamente com a água.

No entanto, a longo prazo, a pesquisa permanece mista sobre se uma dieta com baixo teor de carboidratos ou ceto oferece uma vantagem para a perda de peso geral em relação a uma dieta com baixo teor de gordura.

Leia também: Melhores exercícios para a saúde e perda de peso

Outros fatores além da dieta, incluindo idade, sexo, peso inicial e nível de atividade física, também podem influenciar sua taxa de perda de peso.

Por exemplo, os homens são mais propensos a perder peso mais rapidamente do que as mulheres, e os adultos mais velhos podem perder peso mais rapidamente do que seus colegas mais jovens, embora parte dessa perda de peso possa ser muscular.

Ao mesmo tempo, é provável que você perca peso mais rapidamente se tiver um peso inicial mais alto e se exercitar com mais frequência.

Estágio 2 – Perda de peso lenta

A perda de peso no segundo estágio ocorre em um ritmo muito mais lento, mas vem principalmente da gordura corporal, geralmente após 6 semanas ou mais .

Às vezes, você pode experimentar um platô de perda de peso durante o qual você experimenta pouca ou nenhuma perda de peso.

Os platôs de perda de peso podem ocorrer devido a adaptações metabólicas que diminuem seu metabolismo e o número de calorias que você queima durante o exercício

No entanto, os platôs de perda de peso ocorrem mais comumente porque muitas dietas são excessivamente restritivas e difíceis de seguir, fazendo com que as pessoas se desviem delas.

Como tal, é importante seguir um padrão alimentar que se adapte ao seu estilo de vida e preferências para que você possa mantê-lo a longo prazo.

Em ambos os casos, você provavelmente precisará fazer ajustes em sua dieta e estilo de vida ao longo do tempo para atingir seu objetivo.

RESUMO

A perda de peso ocorre em duas fases – uma fase de perda de peso rápida seguida por uma fase de perda de peso mais lenta. A fase de perda de peso rápida é quando você notará as mudanças físicas mais significativas.

Perda de gordura versus perda de peso

Embora a perda de peso e a perda de gordura sejam frequentemente usadas de forma intercambiável, elas têm significados diferentes.

A perda de peso refere-se à diminuição do peso corporal total de carboidratos armazenados, proteínas, água e gordura.

Por outro lado, a perda de gordura refere-se à perda de peso da gordura.

A perda de gordura é um objetivo mais saudável do que a perda de peso, pois a perda de peso pode incluir perdas de água e músculos.

Manter os músculos é importante para manter níveis saudáveis ​​de açúcar no sangue, controlar a inflamação e manter sua mobilidade à medida que envelhece

Embora uma balança padrão não consiga diferenciar entre perda de peso e perda de gordura, você pode aumentar a probabilidade de perda de peso na forma de gordura comendo muita proteína e criando um déficit calórico praticando mais atividade física e reduzindo sua ingestão total de calorias

RESUMO

Toda perda de gordura é perda de peso, mas nem toda perda de peso é perda de gordura. A perda de gordura é um objetivo mais saudável, pois prioriza a perda de gordura em vez de perda de músculo ou água.

Estratégias de manutenção da perda de peso

A evidência para apoiar a dieta para perda de peso sustentável está longe de ser convincente.

Uma revisão mais antiga de 29 estudos descobriu que os participantes que perderam peso por meio de dieta recuperaram mais da metade do peso perdido em 2 anos e, em 5 anos, recuperaram mais de 80% do peso perdido.15Fonte confiável).

No entanto, essas estatísticas não devem impedir que você se concentre em sua dieta e perca peso para melhorar sua saúde ou autoimagem.

Além disso, as dietas só são eficazes se permitirem desenvolver comportamentos saudáveis ​​e sustentáveis.

Leia também: Como o excesso de peso afeta sua saúde

Aqui estão algumas dicas de dieta e estilo de vida que podem ajudar a prevenir a recuperação do peso:

  • Envolva-se em comportamentos de automonitoramento, como acompanhar sua dieta e exercícios. Acompanhar sua ingestão de calorias e exercícios aumenta a autoconsciência de seus comportamentos e como esses comportamentos afetam suas metas de perda de peso.
  • Encontre uma atividade que você goste. O exercício vem em diferentes formas, como andar de bicicleta, caminhar, nadar, subir escadas ou brincar ao ar livre com seus filhos. Encontre uma atividade que você goste e faça-a com frequência.
  • Tenha em casa alimentos saudáveis, como frutas e vegetais. Se você tem em casa alimentos mais saudáveis, como frutas e legumes, em vez de salgadinhos altamente processados, como batatas fritas e refrigerantes, a decisão de comer de forma saudável já está tomada para você.
  • Priorize o sono e reduza os fatores de estresse sobre os quais você tem controle. A falta de sono e muitos dos estressores da vida podem sabotar seus objetivos de perda de peso. Estabeleça hábitos saudáveis ​​de sono e tente aprender maneiras de aliviar sua preocupação com coisas que você não pode controlar.
  • Encha seu prato com alimentos integrais. Escolha alimentos integrais e minimamente processados, como frutas, legumes, grãos integrais e carnes magras. Esses alimentos podem ajudar a mantê-lo cheio e fornecer ao seu corpo os nutrientes necessários para apoiar a perda de peso e sua saúde.

RESUMO

Desenvolver e manter hábitos alimentares e de estilo de vida saudáveis ​​são as chaves para prevenir a recuperação do peso.

A linha de fundo

Você tende a perder mais peso e notar as mudanças físicas mais significativas durante o primeiro estágio da perda de peso.

Durante o segundo estágio da perda de peso, você perde peso em um ritmo mais lento, mas o peso que você perde vem principalmente da gordura, em vez de carboidratos armazenados, proteínas e água.

Os fatores de perda de peso mais importantes incluem a adoção de hábitos alimentares e de exercícios sustentáveis ​​e saudáveis ​​que você gosta de fazer a longo prazo.

Leia também:

Os benefícios do exercício para a saúde mental

0

Quais são os benefícios do exercício para a saúde mental?

O exercício não é apenas sobre capacidade aeróbica e tamanho muscular. Claro, o exercício pode melhorar sua saúde física e seu físico, afinar sua cintura, melhorar sua vida sexual e até adicionar anos à sua vida. Mas não é isso que motiva a maioria das pessoas a permanecerem ativas.

As pessoas que se exercitam regularmente tendem a fazê-lo porque lhes dá uma enorme sensação de bem-estar. Eles se sentem mais enérgicos ao longo do dia, dormem melhor à noite, têm memórias mais nítidas e se sentem mais relaxados e positivos sobre si mesmos e suas vidas. E também é um remédio poderoso para muitos desafios comuns de saúde mental.

O exercício regular pode ter um impacto profundamente positivo na depressão, ansiedade e TDAH. Também alivia o estresse, melhora a memória, ajuda a dormir melhor e melhora o humor geral. E você não precisa ser um fanático por fitness para colher os benefícios. Pesquisas indicam que quantidades modestas de exercício podem fazer uma diferença real. Não importa sua idade ou nível de condicionamento físico, você pode aprender a usar o exercício como uma ferramenta poderosa para lidar com problemas de saúde mental, melhorar sua energia e perspectiva e tirar mais proveito da vida.

Exercício e depressão

Estudos mostram que o exercício pode tratar a depressão leve a moderada de forma tão eficaz quanto a medicação antidepressiva – mas sem os efeitos colaterais, é claro. Como exemplo, um estudo recente feito pela Harvard TH Chan School of Public Health descobriu que correr 15 minutos por dia ou caminhar por uma hora reduz o risco de depressão maior em 26%. Além de aliviar os sintomas de depressão , a pesquisa também mostra que manter um cronograma de exercícios pode evitar recaídas.

O exercício é um poderoso combatente da depressão por várias razões. Mais importante ainda, promove todos os tipos de mudanças no cérebro, incluindo crescimento neural, inflamação reduzida e novos padrões de atividade que promovem sentimentos de calma e bem-estar. Também libera endorfinas, substâncias químicas poderosas em seu cérebro que energizam seu espírito e fazem você se sentir bem. Finalmente, o exercício também pode servir como uma distração, permitindo que você encontre algum tempo de silêncio para sair do ciclo de pensamentos negativos que alimentam a depressão.

Exercício e ansiedade

O exercício é um tratamento anti-ansiedade natural e eficaz . Alivia a tensão e o estresse, aumenta a energia física e mental e aumenta o bem-estar através da liberação de endorfinas. Qualquer coisa que faça você se mexer pode ajudar, mas você obterá um benefício maior se prestar atenção em vez de se distrair.

Tente perceber a sensação de seus pés batendo no chão, por exemplo, ou o ritmo de sua respiração, ou a sensação do vento em sua pele. Ao adicionar esse elemento de atenção plena – realmente concentrando-se em seu corpo e em como ele se sente enquanto se exercita – você não apenas melhorará sua condição física mais rapidamente, mas também poderá interromper o fluxo de preocupações constantes que passam pela sua cabeça.

Exercício e estresse

Já notou como seu corpo se sente quando você está sob estresse ? Seus músculos podem ficar tensos, especialmente em seu rosto, pescoço e ombros, deixando você com dores nas costas ou no pescoço, ou dores de cabeça dolorosas. Você pode sentir um aperto no peito, um pulso acelerado ou cãibras musculares. Você também pode ter problemas como insônia, azia, dor de estômago, diarréia ou micção frequente. A preocupação e o desconforto de todos esses sintomas físicos podem, por sua vez, levar a ainda mais estresse, criando um ciclo vicioso entre a mente e o corpo.

O exercício é uma maneira eficaz de quebrar esse ciclo. Além de liberar endorfinas no cérebro, a atividade física ajuda a relaxar os músculos e aliviar a tensão no corpo. Como o corpo e a mente estão intimamente ligados, quando seu corpo se sentir melhor, sua mente também ficará.

Exercício e TDAH

Exercitar-se regularmente é uma das maneiras mais fáceis e eficazes de reduzir os sintomas do TDAH e melhorar a concentração, motivação, memória e humor. A atividade física aumenta imediatamente os níveis de dopamina, norepinefrina e serotonina do cérebro – todos os quais afetam o foco e a atenção. Dessa forma, o exercício funciona da mesma maneira que os medicamentos para TDAH, como Ritalina e Adderall.

Exercício e TEPT e trauma

Evidências sugerem que, ao se concentrar realmente em seu corpo e em como ele se sente enquanto você se exercita, você pode realmente ajudar seu sistema nervoso a se “soltar” e começar a sair da resposta ao estresse de imobilização que caracteriza o TEPT ou trauma. Em vez de permitir que sua mente vagueie, preste muita atenção às sensações físicas em suas articulações e músculos, até mesmo em seu interior, enquanto seu corpo se move. Exercícios que envolvem movimentos cruzados e que envolvem braços e pernas – como caminhar (especialmente na areia), correr, nadar, fazer musculação ou dançar – são algumas de suas melhores escolhas.

Atividades ao ar livre como caminhadas, vela, mountain bike, escalada, rafting e esqui (descida e cross-country) também demonstraram reduzir os sintomas de TEPT.

Outros benefícios para a saúde mental do exercício

Mesmo que você não esteja sofrendo de um problema de saúde mental, a atividade física regular ainda pode oferecer um impulso bem-vindo ao seu humor, perspectiva e bem-estar mental.

O exercício pode ajudar a fornecer:

Memória e pensamento mais aguçados. As mesmas endorfinas que fazem você se sentir melhor também o ajudam a se concentrar e se sentir mentalmente afiado para as tarefas em mãos. O exercício também estimula o crescimento de novas células cerebrais e ajuda a prevenir o declínio relacionado à idade .

Auto-estima mais elevada. A atividade regular é um investimento em sua mente, corpo e alma. Quando se torna um hábito, pode promover seu senso de autoestima e fazer você se sentir forte e poderoso. Você se sentirá melhor em relação à sua aparência e, ao cumprir metas de exercícios menores, sentirá uma sensação de realização.

Melhor dormir. Mesmo curtos períodos de exercício pela manhã ou à tarde podem ajudar a regular seus padrões de sono . Se você preferir se exercitar à noite, exercícios relaxantes, como ioga ou alongamentos suaves, podem ajudar a promover o sono.

Mais energia. Aumentar sua frequência cardíaca várias vezes por semana lhe dará mais agilidade. Comece com apenas alguns minutos de exercício por dia e aumente seu treino à medida que se sentir mais energizado.

Resiliência mais forte. Quando confrontado com desafios mentais ou emocionais na vida, o exercício pode ajudá-lo a construir resiliência e lidar de maneira saudável, em vez de recorrer ao álcool, drogas ou outros comportamentos negativos que, em última análise, apenas pioram seus sintomas. O exercício regular também pode ajudar a impulsionar seu sistema imunológico e reduzir o impacto do estresse.

Colher os benefícios do exercício para a saúde mental é mais fácil do que você pensa

Você não precisa dedicar horas do seu dia atarefado para treinar na academia, suar baldes ou correr milha após milha monótona para colher todos os benefícios de saúde física e mental do exercício. Apenas 30 minutos de exercício moderado cinco vezes por semana é suficiente. E mesmo isso pode ser dividido em duas sessões de exercícios de 15 minutos ou até três de 10 minutos, se for mais fácil.

Mesmo um pouco de atividade é melhor do que nada

Se você não tiver tempo para 15 ou 30 minutos de exercício, ou se seu corpo lhe disser para fazer uma pausa após 5 ou 10 minutos, por exemplo, tudo bem também. Comece com sessões de 5 ou 10 minutos e aumente lentamente seu tempo. Quanto mais você se exercita, mais energia você terá, então, eventualmente, você se sentirá pronto para um pouco mais. A chave é se comprometer com alguma atividade física moderada – ainda que pequena – na maioria dos dias. À medida que o exercício se torna um hábito, você pode adicionar minutos extras lentamente ou experimentar diferentes tipos de atividades. Se você continuar assim, os benefícios do exercício começarão a valer a pena.

Você não precisa sofrer para obter resultados

Pesquisas mostram que níveis moderados de exercício são os melhores para a maioria das pessoas . Moderado significa:

  1. Que você respira um pouco mais pesado que o normal, mas não está sem fôlego. Por exemplo, você deve ser capaz de conversar com seu parceiro de caminhada, mas não cantar uma música com facilidade.
  2. Que seu corpo se sente mais quente à medida que você se move, mas não superaquecido ou muito suado.

Não consegue encontrar tempo para se exercitar durante a semana? Seja um guerreiro de fim de semana

Um estudo recente no Reino Unido descobriu que as pessoas que espremem suas rotinas de exercícios em uma ou duas sessões durante o fim de semana experimentam quase tantos benefícios para a saúde quanto aquelas que se exercitam com mais frequência. Portanto, não deixe que uma agenda lotada no trabalho, em casa ou na escola seja uma desculpa para evitar atividades. Mova-se sempre que puder – sua mente e seu corpo agradecerão!

Superando os obstáculos ao exercício

Mesmo quando você sabe que o exercício irá ajudá-lo a se sentir melhor, dar o primeiro passo ainda é mais fácil dizer do que fazer. Os obstáculos ao exercício são muito reais, principalmente quando você também está lutando com um problema de saúde mental.

Aqui estão algumas barreiras comuns e como você pode superá-las.

Sentindo-se exausto. Quando você está cansado, deprimido ou estressado, parece que malhar só vai fazer você se sentir pior. Mas a verdade é que a atividade física é um poderoso energizador. Estudos mostram que o exercício regular pode reduzir drasticamente a fadiga e aumentar seus níveis de energia. Se você estiver realmente se sentindo cansado, prometa a si mesmo uma caminhada rápida de 5 minutos. As chances são de que, uma vez que você comece a se mover, você terá mais energia e poderá andar por mais tempo.

Sentindo-se sobrecarregado. Quando você está estressado ou deprimido, a ideia de adicionar outra obrigação à sua agenda diária pode parecer esmagadora. Trabalhar fora simplesmente não parece prático. Se você tem filhos, encontrar cuidados infantis enquanto se exercita também pode ser um grande obstáculo. No entanto, se você começar a pensar na atividade física como uma prioridade (uma necessidade para o seu bem-estar mental), logo encontrará maneiras de encaixar pequenas quantidades de exercícios até mesmo na agenda mais movimentada.

Sentindo-se sem esperança. Mesmo que você nunca tenha se exercitado antes, ainda pode encontrar maneiras de se manter ativo confortavelmente. Comece devagar com atividades fáceis e de baixo impacto alguns minutos por dia, como caminhar ou dançar.

Sentindo-se mal consigo mesmo. Você é o seu pior crítico? É hora de tentar uma nova maneira de pensar sobre seu corpo. Não importa seu peso, idade ou nível de condicionamento físico, há muitos outros no mesmo barco. Peça a um amigo para se exercitar com você. Atingir até mesmo os menores objetivos de condicionamento físico ajudará você a ganhar confiança corporal e melhorar a forma como pensa sobre si mesmo.

Sentindo dor. Se você tiver uma deficiência, problema de peso grave, artrite ou qualquer lesão ou doença que limite sua mobilidade, converse com seu médico sobre maneiras de se exercitar com segurança . Você não deve ignorar a dor, mas sim fazer o que puder, quando puder. Divida seu exercício em períodos mais curtos e mais frequentes, se isso ajudar, ou tente se exercitar na água para reduzir o desconforto nas articulações ou nos músculos.

Começando com o exercício quando você tem um problema de saúde mental

Muitos de nós acham difícil o suficiente motivar-se a se exercitar nos melhores momentos. Mas quando você se sente deprimido, ansioso, estressado ou tem outro problema de saúde mental, pode parecer duplamente difícil. Isso é especialmente verdadeiro para a depressão e a ansiedade, que podem fazer com que você se sinta preso em uma situação complicada. Você sabe que o exercício fará você se sentir melhor, mas a depressão roubou a energia e a motivação que você precisa para se exercitar, ou sua ansiedade social significa que você não pode suportar a ideia de ser visto em uma aula de ginástica ou correr pelo parque.

Comece pequeno. Quando você está sob a nuvem de ansiedade ou depressão e não se exercita há muito tempo, definir metas extravagantes, como completar uma maratona ou malhar por uma hora todas as manhãs, só o deixará mais desanimado se você ficar aquém. Melhor definir metas alcançáveis ​​e construir a partir daí.

Programe treinos quando sua energia estiver mais alta. Talvez você tenha mais energia logo de manhã antes do trabalho ou da escola ou na hora do almoço antes da calmaria do meio da tarde? Ou talvez você se exercite melhor por mais tempo nos fins de semana. Se a depressão ou a ansiedade fazem você se sentir cansado e desmotivado o dia todo, tente dançar ao som de uma música ou simplesmente dar um passeio. Mesmo uma caminhada curta de 15 minutos pode ajudar a limpar sua mente, melhorar seu humor e aumentar seu nível de energia. À medida que você se move e começa a se sentir um pouco melhor, geralmente aumenta sua energia o suficiente para se exercitar com mais vigor – caminhando mais, começando uma corrida ou adicionando um passeio de bicicleta, por exemplo.

Concentre-se em atividades que você gosta. Qualquer atividade que faça você se mexer conta. Isso pode incluir jogar um Frisbee com um cachorro ou amigo, dar uma volta na vitrine de um shopping ou ir de bicicleta ao supermercado. Se você nunca se exercitou antes ou não sabe o que pode gostar, tente algumas coisas diferentes. Atividades como jardinagem ou realizar um projeto de melhoria da casa podem ser ótimas maneiras de começar a se movimentar mais quando você tem um transtorno de humor – além de ajudá-lo a se tornar mais ativo, também pode deixá-lo com um senso de propósito e realização.

Fique confortável. Use roupas confortáveis ​​e escolha um ambiente que ache calmante ou energizante. Esse pode ser um canto tranquilo de sua casa, um caminho panorâmico ou seu parque favorito da cidade.

Se recompense. Parte da recompensa de completar uma atividade é o quanto você se sentirá melhor depois, mas sempre ajuda sua motivação prometer a si mesmo um prazer extra para se exercitar. Recompense-se com um banho de espuma quente após um treino, um delicioso smoothie ou com um episódio extra do seu programa de TV favorito, por exemplo.

Faça do exercício uma atividade social. Exercitar-se com um amigo ou ente querido, ou até mesmo com seus filhos, não apenas tornará o exercício mais divertido e agradável, mas também ajudará a motivá-lo a manter uma rotina de exercícios. Você também se sentirá melhor do que se estivesse se exercitando sozinho. Na verdade, quando você sofre de um transtorno de humor como a depressão, a companhia pode ser tão importante quanto o exercício.

Maneiras fáceis de se mover mais que não envolvem a academia

Não tem um bloco de 30 minutos para se dedicar à ioga ou a um passeio de bicicleta? Não se preocupe. Pense na atividade física como um estilo de vida em vez de apenas uma única tarefa para marcar sua lista de tarefas. Observe sua rotina diária e considere maneiras de se infiltrar em atividades aqui, ali e em todos os lugares.

Mova-se dentro e ao redor de sua casa. Limpe a casa, lave o carro, cuide do quintal e do jardim, corte a grama com um cortador de grama, varra a calçada ou o pátio com uma vassoura.

Esgueirar atividade no trabalho ou em movimento. Vá de bicicleta ou caminhe até um compromisso em vez de dirigir, use escadas em vez de elevadores, caminhe rapidamente até o ponto de ônibus e desça um ponto mais cedo, estacione nos fundos do estacionamento e caminhe até a loja ou escritório, ou faça uma caminhada vigorosa durante sua pausa para o café.

Seja ativo com a família. Faça jogging no campo de futebol durante o treino de seu filho, faça um passeio de bicicleta no bairro parte de sua rotina de fim de semana, brinque de pega-pega com seus filhos no quintal, faça canoagem em um lago, passeie com o cachorro em um lugar novo.

Seja criativo com ideias de exercícios. Colha frutas em um pomar, dance ao som da música, vá à praia ou faça uma caminhada, alongue-se suavemente enquanto assiste à televisão, organize uma equipe de boliche no escritório, faça uma aula de artes marciais, dança ou ioga.

Faça do exercício uma parte divertida do seu dia a dia

Você não precisa passar horas em uma academia ou se forçar a exercícios longos e monótonos para experimentar os muitos benefícios do exercício. Essas dicas podem ajudá-lo a encontrar atividades que você goste e começar a se sentir melhor, ter uma aparência melhor e aproveitar melhor a vida.